MANIFESTO DO PSD AO POVO DE PORTO SANTO AOS MADEIRENSES E PORTOSSANTENSES: O Povo Madeirense vai eleger o Governo que terá de aguentar o período mais duro desde que a Democracia e a Autonomia Política nasceram com a Constituição de 1976. Os Madeirenses e os Portossantenses vão eleger o Governo Regional que terá de Os conduzir e defender o melhor possível, face à situação gravíssima que os socialistas criaram, que provocou Portugal ficar sob mando estrangeiro e, se quiser comer, ter de aplicar a política que nos foi imposta pela vergonhosa tutela internacional a que chegámos. Um Governo Regional que terá de demonstrar capacidade para conduzir o arquipélago nas dificílimas situações que, por caírem sobre Portugal, infelizmente caiem também sobre os Madeirenses e os Portossantenses, embora tal não seja justo em relação a um Povo que sempre discordou do que se passava, que foi sempre oposição ao próprio sistema político, que sempre alertou Lisboa para os erros desta. Portanto, o que agora está em jogo para os Madeirenses e os Portossantenses, é escolher um Presidente de Governo Regional que, com o novo Executivo que formar, dê garantias de hábil e inteligentemente enfrentar a situação complicadíssima em que os socialistas nos mergulharam. E logo uma questão salta. É na “esquerda”, culpada de tudo isto, que pode ser encontrada uma “solução”?... São os socialistas, autores de todo este desastre, afinal os mais indicados para enfrentar as dificuldades, depois de virmos pagar, todos, as suas incapacidades e irresponsabilidades?... São os socialistas locais que incitaram e cumpliciaram as garotices que o Governo socialista fez ao Povo Madeirense, agora os mais indicados para nos conduzir nas dificuldades que eles são causadores, desde os roubos financeiros até à tentativa de destruição da Zona Franca?... Na Madeira, foi o PSD que travou a Direita e a extrema-direita, e nunca a Esquerda oficial, pois esta, com os seus mitos e disparates, só gerou sustos e incompetência, facilitando assim o instinto de as pessoas aderirem a uma Direita ou extrema-direita, protegendo-se sob o que contrário.

Não foi a “esquerda”, mas sim o Partido Social Democrata que, na Madeira, deu a terra a quem trabalhava, expropriou os mais ricos e possidentes para objectivos de utilidade pública, manteve o imposto progressivo, generalizou um forte sector de habitação social, abriu as acessibilidades internas e exteriores, reordenando o território, estabeleceu áreas protegidas e uma efectiva defesa não demagógica do Ambiente, susteve a emigração, criou mais e novos empresários, bem como mais empregos através de mais investimento, generalizou a Educação, a Cultura e o Desporto e criou uma Universidade no arquipélago, estendeu a todos os cuidados de Saúde, aumentou a classe média sobretudo no mundo rural, estabeleceu um verdadeiro Estado Social, etc. Mas, para fazer isto, os autonomistas sociais-democratas nunca precisaram de se dizer de “esquerda”. Consideram-se sempre o Centro do espectro político madeirense. Porém, ao fazer isto e ao fazê-lo melhor do que a comprovada incompetência desastrosa da “esquerda”, o PSD/ Madeira retirou conteúdo aos partidos esquerdistas, ocupou-lhes o lugar e, desta forma, anulou-lhes qualquer margem de manobra relevante. Garantiu a paz social, a estabilidade política e uma dinâmica de desenvolvimento. A Direita e a extrema-direita da Região Autónoma viram-se assim defendidas dos excessos e da incompetência que marcam os conhecidos radicalismos da Esquerda. Mas não gostaram. Não gostaram, porque a política do Partido Social Democrata, embora travando a Esquerda, não era a da Direita e da extrema-direita, na medida em que lhes tocava nos privilégios, na medida em que lhes destruía o seu conceito de sociedade hierarquizada, na medida em que lhes destruía costumes e formas de estar, substituindo-os por outros mais livres, mais igualitários e de menor rigor convencional. Se nos primeiros anos, post-revolução de 1974, a Direita e a extrema direita, caladinhas, na Madeira deixaram o terreno livre para o Partido Social Democrata suster as ameaças socialistas e comunistas, contornando-as e dominando-as com

a política do PSD, já quando perceberam que o Centro social-democrata também não hesitava em pôr em causa os Valores e domínios da Direita, até para derrotar a Esquerda com eficácia, então esbracejou e passou a atacar, não a Esquerda, mas o PSD. Só que, uma vez mais, o Partido Social Democrata, tal como tinha travado a Esquerda, por coerência travou a Direita e a extrema-direita. Aliás, é só esta política de equilíbrios calculados ao Centro, contra a Direita e contra a Esquerda, que justifica, nas características equilibradas e moderadas do Povo Madeirense, um amplo leque popular de apoio ao PSD, entre aquelas Direita e Esquerda. Razão para que, conhecendo-se a Direita e a extrema-direita, não se estranhe o radicalismo e a boçalidade destas, contra o PSD. Queriam se servir de nós, para depois nos despachar quando estivesse feito o “trabalhinho” de conter e derrotar a Esquerda. Enganaram-se. Apelamos ao eleitorado de “esquerda”. Estão perante um comprovado falhanço calamitoso dos partidos socialistas e comunistas. Um falhanço calamitoso que piorou substancialmente as condições de vida também aos simpatizantes da Esquerda. Pelo contrário, o Partido Social Democrata, na Madeira, aplicou com sucesso e moderação as políticas que a Esquerda gostaria de ter feito, mas se revelou incapaz e incompetente. Quando a arrogância da Direita e da extrema-direita passou a atacar o PSD, o fito era destruir, contra o interesse dos próprios eleitores de Esquerda, as conquistas sociais e civilizacionais conseguidas na nossa terra. Sempre incompetentes, foram os Partidos de esquerda que, contra os seus próprios Militantes e Simpatizantes, acharam piada e deram força à Direita e à extrema-direita! Que tipo de preconceito, sem sentido, impede os Eleitores de Esquerda de nos dar a sua confiança?

Seria uma covardia, Alberto João Jardim recuar ou desistir no presente quadro. Sabe ao que se arrisca, dadas as dificuldades que vamos ter pela frente, risco de saúde inclusive, quando era mais fácil abandonar ante o que aí vem, levando consigo os sucessos e transformações que conseguiu. Mas resolveu tornar a lutar. Para, primeiro, recuperar as finanças da Região Autónoma, depois de aquilo a que, perante os roubos do Governo socialista, tivemos de nos sujeitar para impedir o que eles pretendiam: parar a Economia e destruir o Estado Social, ou seja as acções desenvolvidas no campo da solidariedade social. Depois do agravamento da despesa por causa das catástrofes naturais. Temos de rapidamente recuperar a Zona Franca da Madeira. Segundo, a par da recuperação financeira, necessária porque, para não pararmos, aumentou imprescindivelmente a dívida pública regional, concluir toda a infra-estruturação do arquipélago, programada ou eventualmente interrompida, sem entrar por investimentos dispensáveis na presente situação. Como, terceiro, temos de defender a população, nomeadamente a mais necessitada, mantendo o Estado Social. Defender o Estado Social, afinal é procurar manter e aperfeiçoar, tanto quanto possível, o Sistema Regional de Saúde, quer ao âmbito hospitalar, quer dos Centros de Saúde, quer no quadro da medicina convencionada, quer na complementaridade da medicina e cuidados de saúde privados, quer ainda na estratégia do médico de família. E tudo isto sem submeter o Bem Comum a interesses particulares, nem pressões corporativas, nem chantagens do tipo capitalismo selvagem. Defender o Estado Social, significa manter e aperfeiçoar, tanto quanto possível, os apoios sociais e de solidariedade que a Região Autónoma presta, mas não pactuando com as fraudes daqueles que de facto não necessitam de apoios, nem com ameaças e pressões de certas entidades que julgam “ter a faca e o queijo na mão”, esquecendo que a lei prevê remédios duros para solucionar tais atentados contra o Bem Comum.

Defender o Estado Social, implica manter e aperfeiçoar todos os cuidados que são prestados à Terceira Idade. Aliás, nos domínios da Saúde, da Solidariedade Social e da política de Terceira Idade, os Governos sociais-democratas da Madeira orgulham-se de ter sido os pioneiros de muitas medidas que hoje são adoptadas na generalidade do território nacional, adoptadas no todo ou em parte. Porém, defender o Estado Social, implica também um enorme esforço de remar contra as tendências crescentes de desemprego, fenómeno não apenas localizado na Madeira, mas espalhado, ainda com maior gravidade, no restante espaço nacional e em toda a Europa. Mas, também, não pactuar com quem não quiser trabalhar. Defender o Estado Social significa prosseguir nas políticas de generalização da Educação, da Cultura e do Desporto, a toda a população. E, quarto, através de uma revisão constitucional, apesar dos integracionistas cá colaboracionistas com Lisboa, conquistar para a Madeira os poderes legislativos sem os quais é uma miragem se falar de Desenvolvimento Integral. Como até temos de assumir a coragem para pensar em caminhos futuros diferentes, se a República nos negar Direitos que são indiscutíveis. São as horas mais difíceis que acabam por propiciar as decisões e as atitudes mais corajosas. Os autonomistas sociais-democratas conseguiram aquilo que há trinta e cinco anos ninguém acreditava. Transformar uma Madeira de economia ruralizada, dominada pelos capitalistas ingleses cá residentes, numa Madeira de economia europeizada, liderada por Empresários madeirenses, e moderna sob o ponto de vista cultural e civilizacional. E apesar da oposição quotidiana mentirosa do “diário de notícias” do Blandy, da RTP/RDP socialistas e da comunicação social do Continente, todos pelas razões conhecidas.

É sob o signo da coragem ante a complexidade das circunstâncias actuais, que o Partido Social Democrata avança para as eleições regionais. As alternativas para governar a Região Autónoma – E SOBRETUDO AQUELES QUE SÃO OS SEUS ROSTOS – são conhecidas. Depois de tudo, os socialistas? Os fascistas do comunismo ou da extrema-direita? Esta “Madeira Velha” sob os hábitos conservadores do CDS? Ou nós, com as provas diferentes daqueles, que demos? Depois de trinta e três anos, a Oposição está desesperada. Não captou pessoas com um mínimo de qualidade, alinhou contra o próprio Povo Madeirense, opôs-se sempre a tudo quanto era progresso, praticou um permanente bota-abaixo, não tem alternativas, só fascina os desordeiros, bêbados, drogados e vadios que infelizmente existem em diversas localidades. Nós fizemos as coisas enquanto era tempo. Se o sector empresarial privado for abaixo, o Estado Social é impossível. Todos os Empresários que façam crescer a Madeira e descer o desemprego, estamos de braços abertos para eles. É tempo de acabar com esse ridículo bilhardeiro, feito de invejas, de que todos os Empresários que, trabalhando com a Autonomia desenvolvimentista, fizeram crescer a Madeira, são os “maus”, os “ladrões”, os “corruptos”. Esse ridículo e maldade vergonhosa que é a covardia de acusar, sem provas, os Empresários madeirenses que cresceram, criaram Empregos e desenvolveram a Madeira, destina-se a cobrir os Empresários socialistas, os quais seriam os únicos “bonzinhos”. E, sobretudo, para fazer crer que os antigos dominadores ingleses, no meio da miséria da Madeira de então, é que seriam os com “virtude”! A Oposição, desesperada, vai descer o nível a uma baixeza sem precedentes. A Oposição vai explorar o que a coligação PSD-CDS não fizer imediatamente – porque não é logo viável – ou as decisões que começar a tomar por causa do imperativo controlo internacional, e que não podem ser adiadas. Preparem-se para este tipo de jogo!....

Mas, vamos em frente, com confiança na inteligência do Povo Madeirense! É preciso combater a abstenção, porque são precisamente estes que podem comprometer os resultados das próximas eleições, em termos de a não existência de uma maioria, impedir o Governo eficaz de que a Madeira carece nestes tempos gravíssimos. Ajudem! Apesar de todas as dificuldades que são conhecidas, o Partido Social Democrata conseguiu realizar o Programa a que se propôs para o Porto Santo. Este acabou por ver concluída a sua marcha, com as aberturas dos concursos, este Verão, para o novo Quartel dos Bombeiros, para a estrada Caminho da Areia-Camacha, para a pavimentação do acesso Pico do Castelo- Camacha e para a repavimentação, alargamento e melhorias na estrada Casinhas-Serra de Fora. Igualmente aberto este Verão, o concurso para o arranjo urbanístico e paisagístico no Espírito Santo, incluindo medidas de protecção à Igreja, bem como para o projecto imobiliário no Campo de Golfe. Procede-se, já, ao arranjo do passeio da Estrada do Penedo. Foi concluído e aprovado o Plano da Frente Mar, estando os investidores privados em condições de avançar com as respectivas iniciativas. Quanto ao “Colombo’s Resort” prossegue a tentativa dos credores para estabelecer as bases do acordo que permitirá a conclusão da obra, no interesse deles próprios, não tendo ali o sector público responsabilidades financeiras ou de qualquer outra natureza. A estrada Terças-Salões vem sendo pavimentada à medida que a NATO, com tal responsabilidade, vá desenvolvendo a implantação das novas tubagens. Para o próximo mandato, o Governo Regional deixou a construção da Estrada das Lombas e fará a reconstrução da Escola Secundária.

INAUGURAÇÕES REALIZADAS NO CONCELHO DE PORTO SANTO Energia Eléctrica - Sítio do Pé do Pico

Pavilhão Gimnodesportivo do Porto Santo

Balneários do Campo de Futebol do Portosantense

Cantina da Escola Preparatória e Secundária do Porto Santo

Hotel Porto Santo

12 residências para professores

Estação Dessalinizadora do Porto Santo

Estação de correios e telecomunicações dos CTT

Delegação da Cruz Vermelha

Instalação balnear - Calheta

Iluminação da Estrada Velha da Serra

Estrada Municipal dos Salões - Pé do Pico

Energia eléctrica - Miradouros das Lombas e do Cabeço das Flores

Captação de água - Fonte da Areia

Energia eléctrica - acessos ao Aeroporto, Farrobo e Penedo Grupo gerador da Empresa de Electricidade da Madeira Busto do Dr. Diamantino Lima Parque de Mercadorias Agência da Caixa Económica do Funchal Guindaste automóvel - Cais do Porto Santo Biblioteca infantil O Jardim Hotel Praia Dourada Sistema de transmissão dos CTT Bairro Habitacional das Matas

Reservatório de água - Arrifes Estação de comunicações - Pico Bárbara Gomes Iluminação do Parque Desportivo do Porto Santo 2ª fase da Central Dessalinizadora Posto de transformação - Sítio das Casinhas Estrada Regional 220 entre a Camacha e a Serra de Dentro Porto de Abrigo do Porto Santo Instalação Municipal de apoio aos animais domésticos Pavimentação da Rua João Gonçalves Zarco Estação de VHF da Companhia Portuguesa Rádio Marconi - Pico do Facho

Busto de Cristóvão Colombo

Marina

Pavimentação da Estrada Regional 110 entre o Mercado Municipal e o Campo de Baixo

2º cais acostável e contra-molhe do Porto de Abrigo

Caminho Municipal entre a Lapeira e o Caminho das Areias Infantário e creche Parque de Campismo

Terminal da Cimentos Madeira, Lda. Cantina da Escola Primária do Campo de Baixo Reservatórios das Matas

Instalações administrativas - ATL

3ª galeria de captação de água e equipamento electromecânico para a Central

Serviço de Estomatologia no Centro de Saúde

Dessalinizadora

Escola da Fontinha - Congregação da Nossa Senhora das Vitórias

Avião das Linhas Aéreas Regionais

Pontão do Ribeiro Cochinho

Parque eólico do Cabeço do Carvalho

Estrada entre o Bairro do Aeroporto e o sítio das Lombas

Abastecimento de água ao porto

Recinto desportivo da Escola Secundária

Muro de suporte de terras no porto

Equipamento portuário

Estrada Municipal Jorge Brum do Canto - Campo de Cima

Estação telefónica automática dos CTT

Pavimentação da Rua Dr. Pedro Lomelino

Estação de Correios Estrada Regional 110 entre a Vila Baleira e o Porto de Abrigo

Ampliação da Central Térmica da Empresa de Electricidade da Madeira

Iluminação do Porto de Abrigo

Salas de aula no Jardim de Infância O Moinho

Centro Emissor da RDP/Madeira - Sítio das Eiras

Casa de Colombo

Estrada Municipal entre a Lapeira e o Campo de Baixo

Polidesportivo da Escola Primária da Vila

Posto retransmissor da RTP/Madeira - Sítio da Portela

1ª fase da pavimentação e alargamento da Estrada Municipal da Lapeira

Casa do Povo do Porto Santo

2ª fase do Hotel Praia Dourada

Adega Típica e Artesanal

Centro Hípico Quinta dos Profetas

Casa do Forno da Ponta - Turismo Rural

Agência do Banif

Colónia de Férias dos Serviços Sociais da PSP

Ampliação e remodelação do Centro de Saúde

Embarcação de Pesca Araus

Barragens da Serra de Dentro

Hotel Apartamento O Infante

Estrada Jorge de Freitas

Estrada Municipal e rede de saneamento básico entre o Farrobo e a Camacha

Central telefónica digital e estação de base do serviço de telemóvel

Campo de treinos do Clube Desportivo Portossantense

Luamar Suite Hotel

Remodelação e beneficiação do Hotel Porto Santo

Viatura pronto-socorro pesado para os Bombeiros do Aeroporto

Parque Eólico do Porto Santo

Palácio da Justiça - Tribunal do Porto Santo

Tanque de rega - Sítio da Língua de Vaca

Central Térmica do Porto Santo - Porto de Abrigo

Tanque de rega - Sítio do Farrobo

Reservatórios de água no Cabeço do Carvalho

Remodelação do Matadouro

Reservatórios de água no sítio dos Arrifes

Infra-estruturas do estaleiro e varadouro para embarcações de recreio

Residencial Central Entreposto Frigorífico e Lota Reservatório de água do Dragoal Entreposto Frigorífico do Porto Santo Aerogare do Porto Santo Casa Rosário Coelho - Turismo Rural

Viatura de pronto-socorro para os Bombeiros Voluntários do Porto Santo 1ª fase do aldeamento turístico da Quinta do Ribeiro Salgado Embarcação de pesca Ilhéu da Cal Supermercado Pingo Doce Pavilhão de recolha de embarcações

Caminho de rolamento e estacada-cais

Variante ao centro da Cidade

Arrelvamento do Estádio José Lino Pestana

Health Club no Hotel Torre Praia

Ampliação das instalações para os Serviços Camarários

Sede da Confraria da Paróquia do Espírito Santo e do Grupo Folclórico do Porto Santo

Biblioteca Municipal Caminho Municipal entre a Estrada Brum do Canto e Pontinhas Reforço do abastecimento de água - Sítios da Camacha, Farrobo e Campo de Cima Réplica do carreireiro Maria Cristina Cais de protecção à Marina Ligação entre a Estrada Jorge de Freitas e as Casinhas, Portela, Serra de Fora e Serra de Dentro

Caminho Municipal do Tanque e Matas Melhoramentos nas ruas Cristóvão Colombo, Semião Júnior e na Azinhaga dos Arrifes Caminho Municipal do Farrobo de Baixo Estrada Municipal da Azinhaga do Canha Iluminação pública no Caminho Municipal do Farrobo de Baixo Rampa de Roll-On-Roll-Off

Instalações náuticas do Clube Naval do Porto Santo

Estrada Municipal - Sítio da Camacha

Ampliação da Escola Preparatória do Porto Santo

Centro de Juventude

2 grupos electrogéneos para a Central Térmica do Porto Santo

Ampliação e renovação da rede de distribuição de água potável

12 moradias - Urbanização das Matas

Unidade dessalinizadora e galeria de captação de água salgada

33 fogos de habitação social - Campo de Baixo Agência do Banif Parque de estacionamento para 250 automóveis Pista de Karting Caminho Municipal entre o Espírito Santo, Ribeiro Salgado e Campo de Baixo

Centro de Dia - Casa Brum do Canto Residencial Virgílio D. Pedro Porto Santo Hotel Centro de Atendimento Veterinário Aerogerador da Empresa de Electricidade da Madeira

Sede do Clube Desportivo Portosantense

Reforço da Estação Dessalinizadora

Caminho Municipal Ribeiro Cochino

Serviço de Hemodiálise

Rádio Praia

Lar de Idosos e Colónia de Férias da Fundação Nossa Senhora da Piedade

Delegação da Empresa de Electricidade da Madeira Fábrica de extracção de pedra da Palmeira Repavimentação da Estrada Benvinda Ascensão Oliveira Repavimentação da Estrada Francisco Bernardo Jardim Ampliação da Central Térmica do Porto Santo Caminho Municipal entre a Estrada do Aeroporto e o sítio das Lombas

Quartel da GNR Caminho Municipal dos Morenos Estrada Municipal de acesso ao sítio dos Linhares Reservatório de água do Lombo do Atalho Recuperação do Centro Hípico Loja da Juventude

Instalações da empresa Farrobo, S.A.

Frente Mar e Espaço Lúdico do Penedo do Sono

Melhoramentos na Estrada Regional entre o Aeroporto, Vila Baleira e a Camacha

Estrada Municipal do Tanque

Mercado Municipal Jardim do Infante 2ª fase do Centro de Juventude Pavimentação da Estrada Regional entre a Serra de Fora e o Calhau Estação elevatória de águas residuais - Sítio do Ribeiro Salgado Estação elevatória de águas residuais - Sítio do Penedo

Centro Cultural e de Congressos Polidesportivo da Lapeira Centro de Artesanato Pavilhão do Sporting Club do Porto Santo Ampliação do terminal da empresa Cimentos Madeira, Lda. Paços do Concelho Cabo Submarino de Comunicações entre o Funchal e o Porto Santo Ampliação do Centro de Saúde Dr. Francisco Jardim

Ampliação da Central Dessalinizadora Piscina da Escola Secundária Dr. Francisco Branco 2ª fase do Passeio Dunar Estacionamentos e acesso à praia entre o Cabeço da Ponta e a Calheta Empresa de assistência naútica 33.16 Complexo de Ténis Arrelvamento sintético do Campo de Futebol do Clube Desportivo Portosantense Estação elevatória de águas residuais da Calheta Alargamento da Estrada Regional entre o Hotel do Porto Santo e a Calheta Ciclovia entre o Hotel Porto Santo e a Calheta Estádio de Desportos de Praia Campo de Golfe do Porto Santo Estação de tratamento de águas residuais da Ponta Melhoramentos na Estrada Municipal entre Lombas e Campo de Baixo Remodelação do antigo edifício dos Paços do Concelho Zarco Shopping e Hiper Zarco Recuperação da Casa do Pico Branco

28 lotes para habitações unifamiliares - Sítio da Lapeira de Dentro, Lapeira e Farrobo Recuperação e sinalética do percurso pedonal da vereda da Terra Chã Parque Empresarial do Porto Santo Infra-estruturas para habitação na Lapeira de Dentro 42 lotes para habitação - Sítio do Farrobo Ambulância de socorro para os Bombeiros Voluntários do Porto Santo Beneficiação da Estrada da Lapeira de Dentro Parque de Merendas, Parque Radical e Jardim do Tanque Recuperação do antigo edifício da Junta de Freguesia do Porto Santo Agência do Banco Espírito Santo Posto de Atendimento ao Cidadão Auto-Tanque-Pesado para os Bombeiros Voluntários do Porto Santo Equipamentos para o Centro de Saúde do Porto Santo Centro de Processamento de Resíduos Sólidos Museu do Cardina Melhoramentos no Infantário O Moinho Ampliação e remodelação do Entreposto Frigorífico e Lota

Remodelação do Balcão dos CTT

Serviço de Finanças - DRAF

Remodelação das instalações da Associação Comercial e Industrial do Porto Santo

Sub-estação da EEM da Calheta - Sítio da Ponta

Centro Logístico da Empresa de Electricidade da Madeira Quartel dos Bombeiros Municipais do Porto Santo

Redimensionamento da Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar do Campo de Baixo

Vista Dourada - Empreendimento de habitação e comércio

Parque Fotovoltaico

Pavimentação da estrada entre o porto e o aeroporto

Prolongamento da Estrada das Noras

Pavilhão Multiusos do Porto Santo

Navio “Funchalense 5”

Via Norte da Camacha

Sede dos Serviços de Segurança Social

Ecoteca - Sítio do Campo de Baixo

4 fogos e 9 lotes de terreno infra-estruturados - Sítio das Matas

Hotel Pestana Porto Santo

Sede da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Remodelação do Hotel Quinta do Serrado Embarcação de pesca “Mestre Gregório”

Parque de Material - Direcção Regional para a Administração Pública de Porto Santo

Melhoramentos da Rua Manuel Gregório Pestana

Jardim e Parque Público dos Salões

Beneficiação do sistema de abastecimento de água potável

Optimização energética da Unidade Dessalinizadora

Recuperação dos Jardins da Direcção Regional de Administração Pública do Porto Santo

Celebração de um contrato com as Universidades de Aveiro e da Madeira para informatização da Administração Pública

Estrada de acesso à Capela de São Pedro

Projecto do Aldeamento Turístico do Campo de Golfe

Terminal de Passageiros - Porto Santo Line

Plano de Urbanização Turística para a Zona Litoral do Espírito Santo à Calheta

“Espaço Saúde” - Equilibrium / Madeira Medical Center Beneficiação das instalações portuárias Beneficiação do Parque de Feiras e Exposições

Canil / Gatil do Munícipio do Porto Santo

Campo de Tiro de Porto Santo Investimentos em fibra óptica da ZON-Madeira, em Porto Santo.

Porto Santo.pdf

Não foi a “esquerda”, mas sim o Partido Social Democrata que, na Madeira, deu a terra a quem trabalhava, expro- priou os mais ricos e possidentes para ...

283KB Sizes 6 Downloads 46 Views

Recommend Documents

Laporan PORTO AUDITED @)!%.pdf
There was a problem previewing this document. Retrying... Download. Connect more apps... Try one of the apps below to open or edit this item. Laporan PORTO AUDITED @)!%.pdf. Laporan PORTO AUDITED @)!%.pdf. Open. Extract. Open with. Sign In. Main menu

Network Connectivity Graph for Malicious Traffic Dissection - PORTO ...
For instance, the same host could visit a legitimate web page, poll the mail server, and .... Algorithm 1 Create Network Connectivity Graph. input args s: seed.

BROCHURA PG PORTO 2017 FEV SHORT.pdf
[email protected] Page 1 of 1. BROCHURA PG PORTO 2017 FEV SHORT.pdf. BROCHURA PG PORTO 2017 FEV SHORT.pdf.